Asplan tem qualidade novamente certificada


(da esq. p/ a dir.: André, Ana Júlia, Peterson e Fernando Alcazar)

Aprovada ao longo deste ano em mais uma auditoria do MPS.BR (Melhoria de Processos do Software Brasileiro), programa mantido pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), a Asplan está concluindo 2015 com resultados altamente positivos, em função dos investimentos que continuamente realiza para aprimorar suas rotinas.

“Os maiores beneficiários de tudo isso são os nossos clientes, pois tornando cada vez mais ágeis e padronizados os procedimentos internos, aperfeiçoamos também o atendimento a eles oferecido”, avalia o diretor da empresa, Fernando Alcazar.

Segundo ele, as diversas etapas cumpridas até a conquista deste novo reconhecimento somam-se a outros esforços já empreendidos na mesma direção, e que foram igualmente fundamentais para elevar a um nível superior o desenvolvimento de novos produtos na softwarehouse.

“Cada projeto passou a ser alocado para a equipe, de modo que ela saiba exatamente o que tem a desenvolver e no tempo certo de entrega de cada fase. E se algo deixa de ocorrer conforme o planejado, criam-se índices específicos visando trazer melhorias”, explica Alcazar.

Coordenadora da área de desenvolvimento da Asplan, Ana Júlia Duccini também identifica avanços significativos nos processos internos, e faz essa análise com a propriedade de quem gerenciou e acompanhou de perto o desenrolar do processo.

“Todos passaram a ser mais organizados, entregando cada vez mais os projetos dentro dos prazos solicitados. Os procedimentos adotados para a recertificação pela MPS.BR estão contribuindo também para a qualidade dos nossos softwares e a diminuição de retrabalhos”, analisa a profissional.

Para o gerente de projetos e implantação de sistemas André Ferreira Silva, os benefícios vão além, ao permitir ganhos na rastreabilidade da operação dos sistemas, desde a necessidade apresentada pelo cliente até a implementação final.


Equipe Asplan reunida  para comemorar mais uma grande conquista

Outro benefício apontado por ele é a mobilização geral de toda a equipe da softwarehouse em busca da tão almejada recertificação. “Houve um entendimento geral de que, com isso, estamos aprimorando os nossos processos, bem como a qualidade do serviço prestado e os próprios produtos, além de contribuir para a melhoria do ambiente de trabalho”, acentua Silva.

As consequências de todo esse trabalho também já repercutem positivamente no campo dos novos negócios, já que a padronização imposta pelo MPS.BR igualmente incrementa a elaboração das propostas de serviços.

“Além de o cliente poder conferir com mais clareza o que está contratando, o Atendimento já recebe as informações de maneira direta e com rápido entendimento, sem ruídos na comunicação, até chegar à área de desenvolvimento, o que diminui sensivelmente a possibilidade de erros”, destaca Peterson Almeida, responsável pelo Departamento Comercial da empresa.

“O fato de a Asplan ser certificada assegura ao nosso cliente estar contando com um software maduro, e que todas as suas solicitações serão efetivamente atendidas, sem demandas paradas ou esquecidas, assim como a blindagem do sistema contra bugs e demais problemas técnicos”, complementa Almeida.

A cada três anos a Asplan passará por uma nova recertificação pela MPS.BR, a fim de manter inalterada a qualidade de seus processos e buscar seu próximo objetivo neste segmento, que é avançar, gradativamente, do nível G para o F, no qual serão analisados requisitos adicionais aos verificados até aqui pela certificação.

E a julgar pelos resultados já obtidos, tal escalada deve ocorrer naturalmente e sem grandes traumas. “O agente certificador, normalmente, demora de dois a três dias para avaliar todos os processos da empresa. Tudo estava tão bem organizado aqui, que foi preciso apenas um dia para liberar a nossa recertificação”, anima-se Fernando Alcazar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *