Cobranca Blog

Cobrança recorrente: como funciona, quais as vantagens e quais erros evitar?

Você já conhece o sistema de cobrança recorrente? Nele, o pagamento de um serviço é realizado por um período pré-determinado e o cliente não precisa se preocupar em realizá-lo periodicamente. Isso porque ele acontece de forma automática e contínua, independentemente se a forma escolhida for pelo cartão de crédito ou por débito em conta corrente.

Para as empresas que oferecem esse sistema também existem diversos benefícios, que serão mostrados ao longo deste post, assim como uma explicação mais detalhada sobre o pagamento recorrente e alguns erros comuns para que você não os cometa. Confira!

Como a cobrança recorrente funciona?

O pagamento recorrente acontece quando um serviço contínuo é contratado, em que existe um tipo de assinatura ou o pagamento de mensalidades. Enquanto continuar a ser prestado, o cliente deverá continuar pagando por ele.

A determinação de quanto tempo durará esse acordo é firmada por meio de um contrato. Na maioria das vezes, existe um período mínimo de contratação e, caso ele seja quebrado, o cliente pode pagar uma multa por rescisão.

Por mais que possa soar parecido com um parcelamento, o pagamento recorrente é uma modalidade completamente distinta. Quando há a opção de quitação de um serviço ou produto em parcelas, significa que uma taxa única é dividida em várias vezes, mesmo quando o que foi adquirido já tenha sido entregue. Já no segundo caso, o serviço continua sendo entregue e cobrado regularmente.

As modalidades de pagamento mais comuns para esse tipo de serviço são o cartão de crédito, o débito automático e o boleto bancário, este último sendo o menos utilizado, por conta do risco de inadimplência ser maior. Todos eles têm seus prós e contras, mas no final, o objetivo é oferecer mais facilidade para o cliente, para que ele cumpra a sua parte no acordo.

Quais são os benefícios?

Quem opta pelo modelo de cobrança recorrente pode contar com diversas vantagens apresentadas por esse tipo de serviço. A seguir, você confere algumas delas.

Previsão de lucro mais confiável

Para qualquer empresa, o medo de falir é um dos mais comuns, independentemente do ramo de atuação. Entre as razões pelas quais os negócios fecham, é possível citar a falta de planejamento e a inadimplência.

Quem adota um sistema de pagamento recorrente tem a vantagem de não precisar se preocupar com isso, pois as vendas realizadas podem dar uma previsão de receitas mais confiável. Já que a incerteza do recebimento dos pagamentos está fora das preocupações, o único ponto que precisa de atenção é a taxa de cancelamentos.

Opções modernas e seguras de pagamento

A inadimplência é uma preocupação, ao mesmo tempo em que é praticamente impossível que uma empresa sobreviva sem vender a prazo. Por esse motivo, é preciso investir em opções modernas de pagamento que ofereçam segurança para ambos os lados.

Uma boa plataforma de venda com pagamento recorrente oferece uma grande variedade de alternativas. Entre elas, é possível citar as mais utilizadas, como o cartão de crédito e boleto bancário, mas muitas já incluem os intermediadores de pagamento, como o Mercado Pago, PagSeguro e Paypal.

Menor risco de inadimplência

Com todas as opções de pagamento citadas no tópico anterior, a inadimplência tende a diminuir, especialmente quando o débito automático ou o cartão de crédito são utilizados. Isso porque, no primeiro caso, o desconto é feito diretamente da conta do cliente. No segundo, o valor é incluso na fatura, junto aos outros gastos do cliente.

Powered by Rock Convert

Por se tratar de formas de cobrança automáticas e com data pré-definida, o cliente tem menos probabilidade de não efetuar o pagamento. O uso de um software de gestão de cobrança, nesse caso, pode ser um bom auxílio para verificar cada caso.

Facilidade de mensuração

Criar gráficos, extrair relatórios e mensurar resultados para obter o controle das mensalidades não são tarefas fáceis. Com uma ferramenta de pagamento recorrente, porém, é possível fazer todas essas atividades de forma simples e completa.

Por meio dela, é possível ter um panorama geral do controle de recebimentos e das contas a receber, o que facilita a tomada de decisões para melhorar a gestão dos pagamentos. O melhor é que todos esses dados ficam disponíveis na nuvem, para que possam ser acessados de forma simples e de qualquer lugar.

Quais são os erros mais comuns?

Agora que você já conhece os benefícios da cobrança recorrente, precisa saber quais são os erros mais comuns relacionados a ela para não cometê-los. Confira!

Projeção errada de faturamento

A previsibilidade da receita, ponto alto desse modelo de pagamento, como já mencionado, pode se tornar uma das fraquezas do negócio, se ele não for bem gerenciado. É preciso fazer a previsão dos próximos faturamentos de maneira inteligente e com base no banco de clientes.

Um dos pontos de atenção são os impactos causados por promoções temporárias, na flutuação de números de consumidores e nas mudanças pontuais dos contratos. O cálculo final precisa levar tudo isso em conta, não somente o valor base da contratação e o número de assinantes.

Serviços sem personalização

Por mais que os serviços oferecidos sejam, na sua maioria, bem parecidos, não são todos iguais. Ao adotar o sistema de cobrança recorrente, muitas empresas caem no erro de não levar em conta a individualidade de cada acordo e, assim, acabam com as opções de personalização.

Um sistema de gestão de cobrança recorrente é a solução para esse tipo de problema, já que ele permite a criação de regras específicas para cada cliente. Um exemplo muito comum sobre esse tópico é a data de pagamento. A cobrança precisa ser feita de acordo com cada contrato e a disponibilidade de cada assinante, e não de forma engessada em um único dia pré-definido.

Falta de controle no pagamento

Um sistema de pagamento recorrente implica o fornecimento do serviço sem paradas enquanto o acordo ainda estiver ativo. Porém, muitas empresas não têm um controle mais rígido no fluxo de cobranças.

Isso significa que clientes com mensalidades atrasadas continuam a utilizar o serviço normalmente, mas o contrário também pode acontecer — quando o pagamento já foi realizado, mas o acesso ao serviço ainda está indisponível.

Por esse motivo, é necessário ter um sistema automatizado de cobrança que seja capaz de criar regras automáticas. Assim, é possível suspender os serviços em caso de não pagamento e, da mesma forma, reativá-los automaticamente quando a quitação é detectada.

Como você pôde perceber, optar pela cobrança recorrente oferece diversos benefícios para a empresa e para o desempenho da equipe. Para conseguir alcançar todos eles, é extremamente importante contar com sistemas que otimizam os processos e evitam erros, como o ASPLAN 360, da Asplan.

Ficou interessado? Quer saber mais? Então, entre em contato conosco e conheça todos os nossos serviços e tudo o que podemos fazer para ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *