Balanço Patrimonial

Como o balanço influencia na estratégia da sua empresa

Para muitos gestores, o balanço patrimonial é importante devido às necessidades de gerenciamento dos assuntos contábeis do negócio. Mas, a realidade, é que esse indicador abrange muito mais do que a tomada de decisões da empresa. Sem ele, a organização pode até mesmo se complicar com os órgãos fiscalizadores.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você entenda o que é balanço patrimonial, qual a sua importância, como ele é feito e de que forma impacta o crescimento da empresa. Continue a leitura para poder conferir!

O que é balanço patrimonial?

O balanço patrimonial pode ser considerado um dos indicadores contábeis mais importantes de uma empresa. É por meio dessa ferramenta que os gestores podem ter uma visão ampla, consistente e resumida dos mais diversos aspectos que integram as finanças e o patrimônio do negócio.

Dessa forma, é possível estabelecer um processo de tomada de decisões que abrange não apenas medidas para o cumprimento das exigências legais, fiscais e tributárias da organização, mas também desenvolver estratégias para que os objetivos de curto, médio e longo prazo sejam alcançados.

O balanço patrimonial costuma ser dividido em duas grandes categorias (Ativos e Passivos). No grupo de Ativos, são discriminados todos os “direitos” e “bens” que estão em nome da empresa.

Para o contexto contábil, entende-se que: “bens” é tudo o que a organização possui em valores monetários, como estoque, inventário, contas bancárias, patentes, marcas, entre outros. Os “direitos”, por sua vez, são os valores que, embora ainda não estejam sob posse do empreendimento, há uma previsão de que sejam convertidos em dinheiro, como as contas a receber de clientes.

Já o grupo de Passivos do balanço patrimonial consiste em todas as obrigações e responsabilidades financeiras da empresa, tais como prestações de empréstimos ou financiamentos e contas a pagar em geral.

Alguns especialistas afirmam que há, ainda, uma subcategoria do balanço patrimonial, conhecida como Patrimônio Líquido, onde são registrados todos os valores investidos pelos sócios que constituem a empresa.

Qual sua importância?

Pode-se afirmar que o balanço patrimonial é como um retrato da situação financeira do negócio em um determinado período, já que, por meio desse indicador é possível extrair uma grande variedade de análises importantes para a tomada de decisões, além de verificar possíveis gargalos e pontos de melhoria, antes que gerem problemas mais sérios.

Por exemplo, é graças ao balanço patrimonial que o gestor de uma empresa pode verificar, com antecedência, qual será o saldo de contas a receber de seu negócio ao término de um determinado exercício social. Assim, ele poderá se planejar para colocar em prática estratégias e medidas para que o negócio continue se mantendo financeiramente no futuro.

Outro ponto interessante sobre as funções do balanço patrimonial, e por que ele é tão importante para a organização, está no fato de que esse índice fornece todos os valores contábeis em relação aos bens da empresa registrados nos órgãos regulamentadores, como o Imobilizado (terrenos, automóveis, máquinas, produtos em inventário etc). O balanço patrimonial também é muito útil para apresentar o nível de desvalorização que esses ativos terão com o decorrer do tempo, além de seu saldo residual.

Podemos afirmar também que o balanço patrimonial é indispensável devido à possibilidade de analisar os valores em aberto com os fornecedores do negócio, permitindo que o gestor acompanhe saldos a pagar de financiamentos e empréstimos, promissórias em aberto, entre outros formatos de dívidas.

Em uma análise mais profunda feita por um contador experiente e cuidadoso, por meio do balanço é possível verificar, ainda, toda a progressão das finanças e do patrimônio do empreendimento, comparando os anos anteriores com o período atual.

Como ele é feito?

Ele é composto pela união de todas as informações relativas aos lançamentos contábeis realizados na organização ao longo do ano.

Sendo assim, o primeiro passo para fazer o balanço patrimonial é escolher um bom software contábil, no qual o gestor possa registrar todas as entradas e saídas de recursos, bens que foram adquiridos, compras de mercadorias, dados sobre o estoque, entre outras informações pertinentes.

Partindo do pressuposto de que a sua empresa já utiliza esse tipo de ferramenta para gerenciar os assuntos financeiros, o próximo passo é determinar o período de análise. Se o software estiver munido com todos os dados, essa tarefa será bem simples.

Feito isso, você deverá determinar os valores que integram os grupos de Ativos e Passivos da organização. Depois, levantar o valor do patrimônio líquido. E, por fim, fazer a soma de todos os elementos que integram o sistema para levantar o balanço patrimonial.

Para facilitar o trabalho e calcular essas informações de forma mais direta, basta usar a seguinte fórmula:

  • Ativo – Passivo = Patrimônio Líquido

A partir dessas informações, você chegará ao patrimônio líquido do negócio. Lembrando, é claro, que é necessário levar em consideração possíveis prejuízos e reservas para se chegar a um balanço patrimonial mais preciso.

É obrigatório fazê-lo?

Sim! De acordo com o que estabelece o Código Civil Brasileiro de 2002, no Artigo 1.179, toda empresa legalmente constituída tem a obrigação judicial de apresentar o seu balanço patrimonial dentro do prazo exigido, de acordo com a norma citada.

Caso a organização não o apresente aos órgãos fiscalizadores, poderá sofrer penalidades, multas ou sanções previstas na lei. Por isso, o balanço patrimonial não é apenas importante para fins administrativos, mas também para a prestação de contas do negócio.

Como a leitura do balanço patrimonial impacta no crescimento da empresa?

Como você pôde entender até aqui, uma das finalidades mais importantes do balanço patrimonial é dar aos gestores uma visão clara e abrangente a respeito da situação financeira da empresa, mostrando uma relação equilibrada entre quanto ela dispõe em valores e quanto tem em despesas e responsabilidades financeiras em aberto.

Não é preciso ser especialista em economia para saber que uma boa análise em cima dessas informações pode agregar valor à sua Business Intelligence, além de proporcionar todo o conhecimento necessário para que sejam colocadas em prática estratégias que deem suporte ao crescimento da organização.

Lembrando que, para garantir a eficiência e a precisão dos dados analisados, é imprescindível contar com um software contábil que integre todos os departamentos da empresa, proporcionando uma perspectiva completa de toda a organização, como o Asplan 360.

Você tem alguma dúvida sobre como fazer o balanço patrimonial de sua empresa que não foi sanada neste conteúdo? Tem alguma experiência sobre o assunto que gostaria de compartilhar com a gente? Então deixe o seu comentário no post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *