Indicadores Chave De Desempenho

Conheça 5 indicadores chave de desempenho para contabilidade!

O departamento de contabilidade tem algumas das responsabilidades mais importantes de uma empresa. Para que consiga identificar pontos de melhoria e obter informações para que as tomadas de decisões estratégicas gerem crescimento, é imprescindível que conte com as métricas adequadas, isto é, os indicadores chave de desempenho.

Um indicador de performance é uma ferramenta usada para medir os resultados de um ponto específico da empresa. Existem diferentes métricas que podem ser aplicadas nos mais diversos aspectos da organização, proporcionando dados valiosos para os gestores, especialmente, em termos financeiros e contábeis.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você entenda o que são indicadores chave de desempenho e quais as alternativas mais usadas na contabilidade. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

O que são indicadores chave de desempenho?

De forma simplificada, os indicadores chave de desempenho ou KPIs, como também são conhecidos, são métricas que ajudam os gestores a mensurar a performance de diferentes aspectos da empresa. Entre eles, a saúde financeira ou as questões relativas à contabilidade.

Os KPIs podem ser direcionados para monitorar a evolução dos resultados da organização. Além disso, servem como parâmetro para o processo de tomada de decisão e o desenvolvimento de estratégias para otimizar a gestão.

Quais são os indicadores chave de desempenho para contabilidade?

Nos próximos tópicos, você conhecerá alguns dos principais KPIs que podem ser usados para mensurar resultados financeiros e manter a empresa em dia com suas obrigações contábeis.

1. Payback

Como consta no próprio termo, Payback é o indicador responsável pela avaliação quando determinado investimento gera retorno a ponto de “se pagar”, isto é, quando o capital gerado de volta se iguala ao valor investido para que ele acontecesse.

Uma vez que está diretamente ligado ao controle de prejuízos, é muito importante saber calcular esse KPIs. Caso o Payback seja negativo, os gestores da empresa deverão tomar medidas para reverter o quadro e fazer com que a organização passe a gerar lucro. Seu cálculo é realizado a partir da seguinte equação:

  • Retorno Inicial / Resultado médio do fluxo de caixa.

2. Custo de Aquisição de Cliente (CAC)

O CAC é um indicador usado para determinar a eficiência dos investimentos realizados em marketing, vendas, entre outros. Tem como principal objetivo mostrar quanto a empresa precisa gastar para adquirir novos clientes.

Esse KPI é indispensável, pois demonstra de forma clara o quanto a organização tem se mobilizado financeiramente para alcançar os consumidores. Caso os gestores percebam que o valor está alto, deverão reavaliar suas estratégias e reduzir os gastos. O cálculo do CAC é feito da seguinte forma:

  • CAC = total de investimento da ação ou campanha / número total de clientes conquistados no período.

Por exemplo, digamos que a empresa investiu R$5 mil em uma estratégia de redes sociais e, com isso, conquistou 7.890 novos consumidores. Nesse contexto, o CAC da campanha corresponde a R$0,64 por cliente.

3. Fluxo de caixa

O fluxo de caixa tem grande importância na gestão contábil e acompanhá-lo por meio uma metodologia eficiente pode trazer grandes benefícios à empresa. É fundamental que os gestores monitorem e analisem esse indicador para que possam compreender o potencial do negócio na hora de bancar as despesas operacionais cotidianas.

Esse KPI tem como objetivo mostrar se há um equilíbrio financeiro na empresa, isto é, se as operações geram receita suficiente para cumprir com as obrigações financeiras. A forma de aplicar esse indicador chave de desempenho é compará-lo com todo o capital que a organização utiliza. Dessa maneira, a análise revelará se o caixa gerado é capaz de suprir todos os investimentos que têm sido realizados para alavancar o negócio.

4. Receita e lucratividade

A receita é crucial para a saúde financeira da empresa, pois representa o “combustível” para que o negócio funcione. Saber exatamente quanto a organização gera de faturamento e, por consequência, de lucro, é imprescindível para a sua sobrevivência no mercado.

Como o faturamento é a soma de todos os valores obtidos a partir da venda de produtos ou serviços em determinado período, podemos afirmar que ele é um indicador. Afinal, ajuda a avaliar a performance das vendas e mostrar se a empresa pode gerar caixa suficiente para arcar com suas despesas operacionais e, ainda sim, obter lucro.

Se analisarmos atentamente, lucro líquido equivale ao faturamento após o pagamento de impostos, despesas operacionais e investimentos, além das compras canceladas e produtos devolvidos. Já a receita bruta equivale ao faturamento do negócio, isto é, todos os ganhos provenientes das vendas.

Seu cálculo é feito partir da seguinte equação:

  • Lucro líquido = Receita total – Custos e despesas totais x 100

5. Retorno sobre Investimento (ROI)

Return On Investiment (ROI) ou, simplesmente, Retorno sobre Investimento, como consta no termo, é o indicador que serve para mostrar se a empresa está obtendo lucro ou prejuízo a cada investimento realizado.

Esse KPI permite que os gestores meçam o resultado sobre o valor investido em novos equipamentos, campanhas de marketing, treinamentos, produtos ou qualquer outra atividade da empresa. Ou seja, ele também serve de parâmetro para comparar o índice de retorno do negócio com o de outras empresas do mesmo segmento e porte, servindo como uma ótima métrica para verificar se a empresa está bem posicionada diante de seus concorrentes, em termos de capital financeiro.

O cálculo do ROI é feito a partir da seguinte equação:

  • ROI = (Ganho obtido – Valor do Investimento) / Valor do investimento x 100.

Como a tecnologia pode ajudar a obter esses indicadores?

Por fim, vale mencionar que um bom software contábil contribui na hora de obter os indicadores chave de desempenho mencionados acima, pois conta com recursos inovadores que contribuem com a análise de dados financeiros da empresa. Entre suas funcionalidades, podemos citar a emissão de relatórios minuciosos sobre a performance do negócio, o que ajuda na tomada de decisões dos gestores.

Para concluirmos, é importante lembrar que, para escolher a ferramenta mais adequada, é imprescindível levar em consideração as necessidades de sua empresa e a credibilidade do fornecedor do software. Além disso, é claro, os recursos oferecidos pelo sistema, especialmente, se eles contribuirão como como indicadores chave de desempenho na hora de mensurar diferentes aspectos do seu negócio.

Este post sobre quais são as principais indicadores chave de desempenho para contabilidade foi útil para você? Então, aproveite para assinar a newsletter e se manter por dentro das maiores novidades e conteúdos informativos que postamos em nossos canais de comunicação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *