A Melhor Forma De Emitir Uma Nota Fiscal De Serviço (NF-S)

A melhor forma de emitir uma Nota Fiscal de Serviço (NF-S)

O surgimento da nota fiscal eletrônica diminuiu a burocracia e modernizou os processos tributários. Existem vários tipos de Nf-e, mas se você atua no ramo de prestação de serviços, precisa saber como realizar a emissão de Notas Fiscais de Serviços.

A NF-S veio para facilitar a vida de quem vende serviços para seus clientes, permitindo que esse procedimento seja feito online. Com isso, não há mais necessidade daquele monte de papéis e de talões de notas. Mas os empreendedores do setor ainda têm muitas dúvidas em relação aos impostos, contabilidade e legalização. Afinal de contas, trata-se de um tema que envolve certa complexidade.

Se você precisa saber mais sobre o assunto, prossiga na leitura para conhecer o passo a passo da emissão de uma Nota Fiscal de Serviço!

IMPORTANTE:

– Procedimentos gerais para emissão de NFS no município de São Paulo.

– Consulte sempre um contador para a realização das liberações junto a prefeitura, antes de começar a emitir suas notas fiscais.

Faça o credenciamento

Acesse o site da prefeitura do seu município. Lá, preencha um formulário para se credenciar. Feito isso, será emitido um protocolo solicitando que você compareça à prefeitura. Quando se dirigir ao local, leve os seguintes documentos:

  • Protocolo do pedido de credenciamento para conseguir a senha de acesso;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF) original;
  • Qualquer documento de identificação válido do representante legal e dos atos constitutivos da pessoa jurídica.

Será feita a análise do seu formulário junto com os documentos acima. Se estiver tudo certo, a senha de acesso será desbloqueada. Você receberá uma mensagem por e-mail informando que o seu acesso ao sistema de emissão de notas fiscais foi liberado.

Acesse o sistema

Quando você já tiver a sua senha desbloqueada, acesse o site da prefeitura do município clicando na área onde as notas fiscais são emitidas. Lá, você deverá preencher os campos solicitados com o seu CPF ou com o CNPJ da empresa e a senha que foi fornecida na etapa do credenciamento.

Você pode fazer a conexão com o sistema utilizando um certificado digital de pessoa física ou jurídica. Na primeira vez, não se esqueça de confirmar se todas as informações contidas no sistema estão corretas. Confira o número da sua inscrição municipal, do seu CNPJ, a sua razão social, seu regime de tributação da pessoa jurídica e as atividades prestadas.

Caso encontre qualquer inconsistência nos dados, entre em contato com a prefeitura para pedir que o erro seja corrigido. As informações a respeito do site, resumo, endereço eletrônico e logotipo deverão ser inseridas por você.

Emita a sua nota fiscal de serviços eletrônica

Passaremos para a emissão de notas fiscais de serviços propriamente dita. Esse processo é dividido em quatro passos e cada um deles é responsável por determinar a sequência do preenchimento. Entenda melhor a seguir.

Powered by Rock Convert

1º passo: tomador de serviços

A princípio, quem emite a nota fiscal precisa escolher qual será o método dessa emissão. A intermediação serve para situações nas quais é preciso indicar o CNPJ da pessoa jurídica que intermediou o serviço.

A substituição, como o próprio nome diz, é usada para mostrar o CNPJ do tomador e o número da Nf-e que será substituída. Então, o sistema de emissão já exibirá o nome a ser conferido de maneira automática. Se você não escolher a intermediação nem a substituição, a nota fiscal emitida será comum.

2º passo: atividades

A atividade prestada pelo seu negócio tem características que serão responsáveis por definir as próximas telas de emissão de uma nota fiscal de serviços.

A lista está no campo “atividade”, de acordo com o cadastramento que você fez na prefeitura do seu município. Nessa etapa, você precisa escolher qual das atividades cadastradas está mais de acordo com o serviço prestado.

3º passo: dedução

Não é sempre que você passará por essa etapa. Ela aparece somente para casos em que a dedução da base de cálculo foi escolhida no segundo passo. Um exemplo de dedução é para situações que requerem a demonstração da baixa de materiais.

A dedução será preenchida por meio do cadastro das Nf-e que o seu CNPJ recebeu. Os campos identificarão algumas particularidades da nota fiscal para que o valor total seja deduzido na íntegra da NF-S que você está emitindo.

4º passo: detalhamento

Nesse passo, você precisa distinguir tudo o que constitui a nota fiscal de serviços. É o mesmo processo da emissão de uma nota fiscal convencional. Esses itens deverão ser acrescidos um a um, com seus respectivos descritivos, horas trabalhadas e custo cobrado por cada um dos serviços prestados.

Você deve seguir todos esses passos para que o sistema faça a validação da emissão da sua NF-S no final do processo. Dessa maneira, a plataforma fará o envio dessa nota fiscal de serviços utilizando as informações que você inseriu no campo do perfil do prestador e do tomador.

Feito isso, você receberá um e-mail comunicando o link para acessar a NF-S. É possível enviar a nota fiscal emitida para o e-mail do seu cliente diretamente do sistema. Esse procedimento é bem simples: basta colocar o endereço eletrônico que deverá receber a NF-S ao terminar o registro do documento fiscal.

Você precisa identificar seus serviços na emissão da nota fiscal. Para isso, utilize a lista de serviços fornecida no site do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped). É possível detalhar mais de um tipo de serviço na mesma nota, desde que todos tenham relação com um único item da lista, a mesma alíquota e tomador do serviço.

Caso seja necessário fazer a consulta dessa NF-S depois que ela for enviada, basta acessar o sistema de emissão e clicar no registro do número da nota. No mesmo local, você também terá a opção de cancelar o documento quando identificar algum erro.

Agora você já sabe como fazer a emissão de Notas Fiscais de Serviços. A boa notícia é que existem várias ferramentas no mercado que facilitam esse processo, tornando a tarefa de emitir NF-S mais eficiente, simples e fácil. O ERP 360 da Asplan, por exemplo, é uma ótima opção de software para otimizar tempo e evitar erros.

As informações do artigo ajudaram? Continue a leitura sobre o assunto com nosso post que mostra como conseguir um controle de saída e entrada de notas fiscais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *