Fintech X Banco Digital

Entenda qual é a diferença entre fintech e banco digital!

A transformação digital tem fomentado soluções inovadoras e proporcionado facilidades para as mais diversas questões da vida moderna, inclusive quando se tratam das finanças. Contudo, em meio a tantas ferramentas e tendências tecnológicas, é comum ter dúvidas como qual a diferença entre fintech e banco digital.

Afinal, ambos serviços são voltados para facilitar a maneira como os usuários lidam com aspectos financeiros, fazem pagamentos e até mesmo realizam investimentos. Porém, cada conceito tem grandes distinções.

Por isso, preparamos este post para que você entenda qual a diferença entre fintech e banco digital. Além disso, mostraremos como cada alternativa pode solucionar seus problemas. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

O que é uma fintech?

De forma simplificada, o termo fintech se refere à união do prefixo, em inglês, “financial (fin) + “technology” (tech), que consiste em uma startup focada em soluções financeiras fundamentadas em tecnologia e inovação, conforme consta no próprio nome.

Sendo assim, para ser considerada uma fintech, a empresa precisa ser digital, inovadora e atuar com a premissa de solucionar questões financeiras. Para que você tenha uma ideia do quão promissora essa tendência tem se mostrado, apenas em 2021, as fintechs brasileiras foram impulsionadas com um investimento de aproximadamente US$ 731 milhões.

Veja alguns exemplos de fintechs:

  • mobile money – fintechs que atuam na gestão de fundos financeiros, como MercadoPago, PicPay, PagSeguro etc;
  • gestão de investimentos – são aplicativos desenvolvidos para usuários que desejam atuar no mercado financeiro;
  • P2P Lending – empréstimos entre usuários;
  • Insurtechs – fintechs voltadas para seguros.

Entre muitas outras alternativas existentes no mercado.

O que é um banco digital?

Antes de abordarmos a diferença entre fintech e banco digital, é importante destacar que, na realidade, um conceito complementa o outro. Como você pôde ver no tópico anterior, uma fintech oferece diferentes soluções para as finanças. Já, um banco digital, é uma categoria muito popular existente em meio às fintechs.

Resumidamente, um banco digital é um serviço que visa oferecer todos os recursos, possibilidades e ferramentas que um banco tradicional tem, mas que podem ser acessadas diretamente do computador ou dispositivo móvel. A diferença é que, como consta no termo, esse tipo de banco só oferece atendimento online.

Qual a diferença entre fintech e banco digital?

Fintechs oferecem recursos para que os usuários lidem com questões financeiras de maneira muito mais simples, rápida e eficiente. Entre suas características e benefícios mais marcantes, podemos citar:

  • transações financeiras com custos reduzidos;
  • agilidade e segurança;
  • acessibilidade;
  • atendimento e experiência personalizada;
  • conveniência;
  • contextualidade.

Já, os bancos digitais, embora muitas vezes não possuam essas qualidades, oferecem benefícios como:

  • capitalização significativa;
  • confiança;
  • otimização dos processos;
  • produtividade e redução de custos operacionais – especialmente para pessoas jurídicas.

Para concluirmos, vale afirmar que a maior diferença entre fintechs e bancos digitais está no objetivo de cada proposta e nas finalidades de uso aos quais a pessoa física ou jurídica aplica cada solução.

Você ainda tem alguma dúvida sobre a diferença entre fintech e banco digital? Gostaria de compartilhar alguma experiência positiva ou negativo em relação ao assunto? Então deixe o seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *