Facebook apoia Google e notifica vítimas do vírus DNSChanger - Asplan Sistemas

Facebook apoia Google e notifica vítimas do vírus DNSChanger

Facebook alerta proprietários de computadores infectados pelo DNSChanger a tomarem alguma atitude até o dia 9 de julho

O Facebook começou a notificar vítimas do malware DNSChanger para que
limpem seus computadores até o dia 9 de julho. Caso contrário, os
computadores desses usuários serão excluídos do site.

Os alertas do Facebook irão incluir um link para o site do Grupo de
Trabalho DNSChanger, que contém mais informações sobre o malware e como
removê-lo do sistema. “No começo deste ano, o Facebook unir esforços
para limpar o malware da rede e se juntou ao Grupo de Trabalho
DNSChanger, que é composto por especialistas em segurança de
computadores, dos setores público, privado e acadêmico”, disse o grupo
de segurança do Facebook, na segunda-feira. “como resultado do nosso
trabalho junto ao grupo, a rede social pode, agora, notificar usuários
provavelmente infectados com o DNSChanger e direcioná-los instruções
sobre como remover o malware de seus computadores.”

O DNSChancer é da família dos Cavalo de Troia que roubam informações
sobre consultas na internet, exibem propagandas enganosas e redirecionam
usuários a falsos sites. O malware faz isso forçando computadores
infectados a utilizar servidores DNS controlados por crackers.

Servidores DNS desempenham um papel importantíssimo na Internet: eles
traduzem nomes de domínios em endereços de protocolos numéricos
conhecidos por IPs (internet protocol), o qual são utilizados para fazer
a conexão entre computador e usuário. Por padrão, a maioria dos
computadores utiliza servidores DNS operados por seus respectivos
provedores de serviços (ISPs) – entidades que são implicitamente
confiáveis em suas conexões.

O FBI desligou a operação do DNSChanger falso em novembro de 2011, e
seguiu com uma investigação de 2 anos. Os servidores foram substituídos
por outros DNS legítimos, que estão sendo operados temporariamente pela
Internet Systems Consortium, uma organização sem fins lucrativos que
também é responsável por um dos 13 servidores raiz.

Um juiz inicialmente assinou esta disposição até 08 de março, a fim
de dar tempo suficiente para os provedores de serviços identificarem e
notificarem as vítimas. No entanto, o prazo foi posteriormente
prorrogado por quatro meses. Os servidores substitutos serão tirados do
ar em 9 de julho – depois disso, os computadores ainda infectados com
DNSChanger já não serão mais capazes de acessar a Internet.

O Grupo de Trabalho DNSChanger estima que existam ainda mais de 350
mil máquinas infectadas com o malware, além dos 4 milhões que foram
originalmente afetadas pelo vírus. A decisão do Facebook de notificar os
proprietários dos computadores infectados restantes é parecida com a
ação tomada pelo Google em 22 de maio, quando a empresa decidiu alertar
as vítimas do DNSChanger via páginas de busca.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/ti-pessoal/2012/06/05/facebook-apoia-google-e-notifica-vitimas-do-virus-dnschanger/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *