Fipe e Buscapé lançam índice de preços para o e-commerce, que aponta deflação de 9,6% em 1 ano - Asplan Sistemas

Fipe e Buscapé lançam índice de preços para o e-commerce, que aponta deflação de 9,6% em 1 ano


O Buscapé e a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas),
entidade que realiza pesquisas econômicas no Brasil, lançaram hoje
(01/12) o índice Fipe Buscapé. A nova métrica tem como objetivo analisar
o comportamento dos preços das lojas online no país. A cada mês, as
empresas prometem fazer uma radiografia de mais de 1,3 milhão de
produtos à venda no e-commerce brasileiro.

Desenvolvido com
metodologia da Fipe a partir de uma análise detalhada de dados
recolhidos do Buscapé e da e-bit – o que representa mais de 50 mil lojas
listadas -, o índice tem a intenção de atender o interesse tanto dos
compradores quanto dos vendedores, que não tinham acesso a dados
detalhados de preços praticados nas lojas online. As compras no comércio
eletrônico vêm crescendo fortemente nos últimos anos e estava mais do
que na hora de criarmos um índice como este”, assinala Romero Rodrigues,
presidente do Buscapé Company.
“A composição das compras no comércio eletrônico é bastante diferente da
estrutura de pesos dos IPCs”, assinala o professor Dr. Sérgio Crispim,
da Fipe. “De acordo com a e-bit, entre 2001 e 2011 o e-commerce cresceu
uma média de 43,5% ao ano e o índice nos ajudará justamente a acompanhar
a variação dos preços de produtos em 10 categorias e 156 subcategorias
que representam cerca de 80% das compras feitas online. São produtos
muito expressivos que justificam um monitoramento específico e
aprofundado de preços”, explica,

10 categorias

A análise foi dividida em 10 categorias: Fotografia, Telefonia,
Eletrônicos, Moda e Acessórios, Informática, Esportes e Lazer,
Eletrodomésticos, Cosméticos e Perfumaria, Casa e Decoração, e
Brinquedos e Games.

De acordo com o índice, no geral, os preços ao consumidor no comércio
eletrônico apresentaram deflação de 9,6% entre janeiro e novembro deste
ano. Ainda de acordo com o índice, a categoria que apresentou maior
queda nos preços, de 21,8%, foi Fotografia, e a que registrou maior
elevação, de 6,6%, foi Brinquedos e Games. Em termos reais, com o
deflator Fipe Buscapé, o índice indica também que o comércio eletrônico
deverá crescer 39,1% em 2011 em relação ao ano passado.  Desta forma
será possível avaliar a partir de agora o crescimento real do e-commerce
brasileiro.

De acordo com o professor Sérgio Crispim, as 10 categorias acompanhadas
pelo índice Fipe Buscapé devem representar cerca de R$ 270 bilhões em
consumo das famílias brasileiras em 2011 e os 156 produtos monitorados
diretamente, em torno de R$ 150 bilhões. “O índice será um importante
indicador do movimento dos preços no e-commerce brasileiro”, pontua

Entre os Eletrodomésticos, que tiveram deflação média de 2,8% no período
de janeiro a novembro de 2011, os produtos que sofreram maior queda nos
preços foram os Condicionadores de Ar, com 9,6% de redução, enquanto os
que apresentaram maior elevação foram os Aspiradores de Pó, com 6,9% de
aumento.

No caso dos Eletrônicos, que tiveram queda média nos preços de 13,4% no
período, o produto que teve maior deflação foi o Conversor Digital, com
23,5% de redução, e o que demonstrou maior inflação foi o Auto DVD
Player, com 6,9% de aumento.

Em Informática, o índice Fipe Buscapé mostra que os preços médios caíram
5,4%, sendo que Placa de Vídeo lidera o ranking de queda com 31,3% e PC
/ Desktop foi o que mais apresentou crescimento, mas com apenas 1% de
elevação.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/fipe-e-buscape-lancam-indice-de-precos-para-o-e-commerce,-que-aponta-deflacao-de-9,6-em-1-ano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *